Caminhos de Santiago
Caminhos de Santiago
Eurovelo 1
Caminha/Valença
Grande Ecovia Ribeirinha do Rio Minho
Ecovia Ribeirinha do Rio Minho

GRANDE ECOVIA RIBEIRINHA DO RIO MINHO

Os Concelhos Raianos do Alto Minho, Caminha, Vila Nova de Cerveira, Valença, Monção e Melgaço, têm uma característica comum, o facto de a fronteira com a Região Espanhola da Galiza, se materializar através do Rio Minho.

Mas, também optarem pela implementação de infraestruturas de modos suaves nestes territórios, aproveitando a rara beleza da paisagem envolvente proporcionada pelas margens do Rio internacional, que percorre os cinco Concelhos, a partir de Melgaço e, que desagua no Oceano Atlântico, em Caminha.

Desde o ano de 2004, com a construção dos primeiros metros da Ecopista do Minho, até aos dias de hoje, 2024, estes Municípios, em conjunto ou separados, acabaram por criar a segunda maior Ciclovia de Portugal, com cerca de 62 quilómetros construídos e pouco mais de 52, interligados. Quando os Percursos de Monção e Melgaço estiverem unidos, a Ecovia terá à volta de 90 quilómetros de extensão, ininterruptos.

São vários Percursos de Ecovia, que, conjuntamente com a Ecopista do Minho, proporcionam um panorama Natural de grande beleza, sendo o local ideal para um passeio agradável pela margem portuguesa do Rio Minho, entre Caminha e Melgaço, passando por Vila Nova de Cerveira, Valença e Monção. Rio acima ou rio abaixo. Esta infraestrutura pedonal e ciclável está apoiada por uma estratégia intermunicipal e de desenvolvimento regional, devidamente estruturada e sustentada por protocolos celebrados entre os Municípios.

Em CAMINHA, a Ecovia Caminho do Rio Minho já conta com três Percursos, um na foz do Rio Minho, um em Seixas e, outro, em Lanhelas. Aguarda-se pela interconexão destas Ecovias, numa distância de cerca de 5000 metros, para que a Ecovia Ribeirinha do Rio Minho seja um Percurso contínuo, a partir da sua foz. Entretanto, o Município de Caminha pondera estudar uma solução, viável e apropriada, para transpor o Rio Coura e fazer a ligação entre as Ciclovias Atlânticas, a jusante, e as Ecovias Ribeirinhas, a montante.

Em VILA NOVA DE CERVEIRA, a Ecovia Caminho do Rio, percorre toda a margem ribeirinha do Concelho das Artes. Desde que ficou concluída, na Primavera de 2021, que faz a ligação e o prolongamento, entre as Ecovias dos dois Concelhos vizinhos, Caminha a Sul e Valença a Norte. Entretanto, a Autarquia Cerveirense e a sua congénere da margem Galega, Tomiño, elaboraram um projecto comum, audacioso, de construção de uma Ponte Pedonal e Ciclável que una as duas Vilas das margens do Rio Minho. Este projecto aguarda financiamento público.

Em VALENÇA, a Ecovia das Pesqueiras do Rio Minho dá continuidade à Ecovia de Vila Nova de Cerveira ‐ a Sul, até à Ponte Internacional Rodoferroviária sobre o Rio Minho. Aqui, começa uma Ciclovia que vai fazer ligação à Ecovia das Veigas do Rio Minho, na Rua do Cais, continuando para o interior até à Ponte Seca, onde se liga à Ecopista do Minho. Também em Valença, está projectada a construção comunitária de uma ponte ciclopedonal, a montante da Ponte Internacional Centenária, unindo o Alto Minho à Galiza.

Em MONÇÃO, a Ecopista do Minho, que dá continuidade aos Percursos Ribeirinhos de Valença ‐ a Sul, termina nos limites urbanos da Vila de Monção, onde começa a Ecovia do Rio Minho. Esta via pedonal e ciclável dirige-se para o Cais da Lodeira, continuando pela margem do Rio Minho até à Porta de Salvaterra. Mais recentemente, o Município Monçanense concluiu a ligação dos Percursos Poente (jusante) e Nascente (montante), através de uma Ecovia entre o Rio e a Muralha Norte, que dá continuidade à Ecovia do Rio Minho até à Zona Fluvial do Landre, na Freguesia de Bela, local, onde terminam, por agora, os Percursos interligados.

Em MELGAÇO, a Câmara Municipal está a executar o projecto de mobilidade suave, Ecovia Onde Portugal Começa. Trata-se de uma infraestrutura, na margem esquerda do Rio Minho, que vai ter cerca de 25 quilómetros de extensão total, estando, para já, a ser construído um primeiro Percurso ‐ a Ecovia das Termas, com pouco mais de 5 quilómetros. Quando toda a Ecovia de Melgaço estiver concluída, vai ligar-se a jusante (Poente) à Ecovia em construção, também, no Concelho vizinho de Monção e, a montante (Nascente), ao Marco de Fronteira Nº 1, que assinala o limite fronteiriço com a Região Galega de Ourense.

Quando as Ecovias de Caminha estiverem interligadas, ultrapassando a barreira Natural do Rio Coura, bem como, concluídas as obras em Monção e Melgaço, teremos, finalmente, realizada a Grande Ecovia Ribeirinha do Rio Minho. Uma infraestrutura de modos suaves que vai começar na foz do Rio Minho ‐ Caminha, e vai acabar no Marco de Fronteira Nº 1, em Melgaço, com uma extensão, total, superior a 96 quilómetros.

Pelos vários Percursos desta Ecovia do Rio Minho, no todo ou em parte, seguem em simultâneo, o Caminho Português da Costa, o Caminho Central Português e o Caminho Minhoto Ribeiro, dos Caminhos de Santiago, bem como a EuroVelo 1 ‐ Rota da Costa Atlântica, das Ciclovias Europeias.

A pé, de Bicicleta, a cavalo, de patins ou outro modo suave de deslocação, vai percorrer uma das paisagens mais bonitas e deslumbrantes de Portugal. Em quase todos os Percursos estão instalados e assinalados, Painéis Informativos e/ou Marcos Quilométricos de cada Ecovia/Ecopista, que o mantém informado e na direcção certa.

Carpe diem… e Boas Pedaladas!

Fonte:

ciclovia.pt

Câmara Municipal de Caminha

Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira

Câmara Municipal de Monção

18 de Fevereiro de 2024

Brevemente, todos os Percursos estarão online.

https://www.ciclovia.pt

Classifca esta página...
VOLTAR Esta página já foi visitada vezes, desde 11.Fevereiro.2024