Ecopista:

Percurso de Celorico de Basto

Ecopista do TÂMEGA

Codeçoso, Arnóia, Britelo, Gémeos e Ourilhe, Veade, Gagos e Molares, Canedo de Basto e Corgo

Ciclovias de Celorico de Basto
Início/Fim:
O Percurso de Celorico de Basto, da Ecopista do Tâmega, começa no Lugar de Lameiro - Codessoso.

Começa, exactamente, onde termina o Percurso de Amarante , da Ecopista do Tâmega.

Este segmento de Ecopista começa, cerca de, 9,5 quilómetros depois da antiga Estação CP de Amarante - o ponto de início da Ecopista do Tâmega.

GPS: 41.32025, -8.03911

Fim/Início:
A Ecopista de Celorico, termina no Lugar de Dentro - Canedo de Basto, nos limites do Concelho com Cabeceiras de Basto.

Termina exactamente onde começa o Percurso de Cabeceiras de Basto , da Ecopista do Tâmega.

GPS: 41.45174, -7.95796

Extensão:
24.210 metros.
Utilização principal:
Lazer/Dia a dia.
Caracterização do Percurso:
Este é o Percurso central e o mais extenso dos três que constituem a Ecopista do Tâmega e, talvez por isso, o mais espectacular também, com magníficas paisagens sobre o vale do Rio Tâmega. Começa poucos metros antes da Estação de Codeçôso.

A Ecopista de Celorico de Basto dá continuidade ao Percurso de Amarante e, continua pelo Percurso de Cabeceiras de Basto.

Esta via verde, que atravessa todo o Concelho Celoricense, resulta de um projecto da Autarquia com o objectivo de requalificar o antigo canal ferroviário, então desactivado. Assim, a Ecopista transformou um espaço, há muito tempo degradado, num novo espaço de turismo, lazer e prática desportiva, muito agradável e com paisagens deslumbrantes que residentes e turistas terão a oportunidade de descobrir.

Pontos de Interesse:
Percorrendo os cerca de 21 quilómetros que constituem esta Ecopista de Celorico de Basto, vai deparar-se com as paisagens verdejantes oferecidas pelo Tâmega, pelo vale e pelas suas margens. Pouco antes do Apeadeiro de Lourido, faça um pequeno desvio até à Ponte de Arame, sobre o Rio Tâmega.

Mas, ao longo do caminho vai, também, cruzar-se com o património edificado da antiga infraestrutura ferroviária e que foi, ou está a ser, recuperado e convertido em novas valências e, colocadas ao serviço dos utilizadores da Ecopista do Tâmega. Fazem parte deste espólio, entre outros, as pontes, os edifícios das Estações e Apeadeiros e, o antigo material circulante que esteve ao serviço das populações durante tantos anos.

Destaque para o edifício da antiga Estação CP de Celorico de Basto que, agora, acolhe o Núcleo Interpretativo da Linha do Tâmega.

Disponibiliza zonas de repouso, estadia e contemplação, bem como, iluminação publica e papeleiras.

km 00,000; – Início: Lugar de Lameiro.

km 00,435: – Estação de Codeçôso.

km 02,074: – Ponte do Barreirinho (Ribeira de Levadoiro).

km 03,790: – Ponte de Arame (Rio Tâmega).

km 03,858: – Apeadeiro de Lourido.

km 09,173: – Núcleo Interpretativo - Celorico de Basto.

km 10,795: – Apeadeiro de Britelo.

km 13,339: – Ponte de Caniço/Freixedo.

km 13,339: – Miradouro sobre o Rio Tâmega.

km 14,019: – Ponte de Matamá (Rio de Veade).

km 14,760: – Estação de Mondim de Basto (Veade).

km 17,982: – Apeadeiro de Padredo.

km 19,948: – Estação de Canêdo.

km 24,210: – Fim: Lugar de Dentro.

Envolvência:
O Rio Tâmega é a principal referência desta Via Verde, pois de princípio a fim, a Ecopista percorre a margem direita do rio, nas encostas viradas a Nascente. O Percurso de Celorico de Basto desenvolve-se, sempre, através de zonas rurais e áreas florestais.
Utilização:
A Ecopista de Celorico de Basto (Tâmega) destina-se ao trânsito não motorizado. Privilegia-se a circulação pedonal e de Bicicleta, tendo por finalidade, satisfazer necessidades diárias de deslocação e o desenvolvimento de actividades de lazer.

Está interdita a circulação de veículos automóveis, motociclos e de tracção animal.

Pavimento e sinalização:
O perfil da via, em pavimento de betão colorido, tem cerca de 4 metros de largura média, podendo ser percorrida nos dois sentidos, separados por uma linha tracejada, a branco.

Apresenta sinalização vertical normalizada de Ciclovia. Está balizada com elementos de madeira nas zonas de maior cuidado.

Declive:
Porque se trata de um antigo canal ferroviário, a Ecopista de Celorico de Basto, não tem declives acentuados e, a inclinação máxima não ultrapassa os 3%. Sobe ligeiramente em direcção a Arco de Baúlhe (Cabeceiras de Basto).

Grau de Dificuldade: Dificuldade baixa ou média, sendo apenas considerando a extensão total.

Entidade responsável:
Câmara Municipal de Celorico de Basto
Colaboração:
- Abilio Martins
- António Pascoal
- antoniosousacampos
- Nuno Pereira
- Antonio França
- Francisco Ribeiro
- Antonio Carneiro
- Paulo Ribeiro
Inauguração:
O Percurso de Celorico de Basto, da Ecopista da Linha do Tâmega, foi, oficialmente, inaugurado no dia 19 de Maio de 2013.
Anotações:
Começando a Sul do trajecto, a Ecopista de Celorico de Basto dá continuidade ao Percurso de Amarante .

A Norte do trajecto, a Ecopista continua pelo Percurso de Cabeceiras de Basto , até Arco de Baúlhe.

Utilização
Ecopista do Tamega Celorico de Basto Ecopista de Celorico de Basto
Fotogaleria
Google Earth #
Coordenadas GPS #
Multimédia
Textos & Imagens
Se necessita de algum texto, imagem e/ou ficheiro, por favor, contacte-nos.
O Tempo⁄Weather
Publicidade
Esta página web, foi actualizada pela última vez, em:
19.Maio.2024
Classifca esta página...
VOLTAR Esta página já foi visitada vezes, desde 06.Agosto.2013