5,12 km
Ciclovia: Percurso de Cabeceiras de Basto.

Ecopista da Linha do Tâmega.

Início/Fim: A Ecopista de Cabeceiras de Basto, começa no Lugar da Mulher Morta, Vila Nune. Nos limites do Concelho com Celorico de Basto (PK 46,355).
Como ir: Caso não pretenda começar o seu passeio num dos outros Percursos da Ecopista, então a melhor opção é começar em Arco da Baúlhe. Para aqui chegar pode utilizar a saída nº 12 da A7 (Auto-estrada Vila do Conde - Vila Pouca de Aguiar).
Fim/Início: Termina na antiga Estação CP de Arco de Baúlhe, no centro urbano da Vila de Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto. (PK 51,733).
Extensão: 5.120 metros.
Caracterização do Percurso: Este Percurso com fins turísticos e de lazer é o mais curto, dos três que constituem a Ecopista da Linha do Tâmega. Com pouco mais de 5 quilómetros, liga o Percurso do Concelho vizinho de Celorico de Basto à antiga Estação CP de Arco de Baúlhe.

O aproveitamento do canal da antiga Linha de Caminho de Ferro pretende potenciar a beleza da paisagem através de uma importante infraestrutura que valoriza o ambiente e se constitui como elemento impulsionador da qualidade de vida e do bem-estar.

Fonte: C. M. de Cabeceiras de Basto
Pontos de Interesse: Para além das magníficas paisagens, oferecidas pelo vale do Rio Tâmega, do sossego das aldeias à beira rio plantadas e da Ponte Velha, é na antiga Estação de Arco de Baúlhe que se centram as atenções. Aqui vai encontrar diversas valências, como o Museu das Terras de Basto, que integra um Centro Documental e um Núcleo Ferroviário.

No Núcleo Ferroviário, de Arco de Baúlhe, pode apreciar os edifícios da antiga estação, agora recuperados, local de residência permanente para diversas peças e colecções, com destaque para a pista de comboios e as 9 peças de material circulante, também restauradas.

km 0,000: Início: Lugar da Mulher Morta.
km 1,498: Apeadeiro de Vila Nune.
km 5,390: Fim: Estação de Arco de Baúlhe.
Envolvência: A par dos outros dois Percursos, também este se caracteriza pela proximidade ao Rio Tâmega. Desenvolve-se nas encostas viradas a Nascente, do Vale do Tâmega, atravessando Aldeias, Vilas e zonas rurais.
Utilização: O Percurso de Cabeceiras de Basto, da Ecopista do Tâmega, também está reservado às caminhadas, Bicicletas e outros modos suaves.
Piso e sinalização: O perfil da via ciclopedonal, tem cerca de 4 metros de largura média, com pavimento de betão colorido. Dispõem de zonas de repouso e contemplação, iluminação e papeleiras.

É um Percurso com dois sentidos, divididos por tracejado branco, apresentando também sinalização vertical. Está balizado com elementos de madeira nas zonas de maior cuidado.

Declive: Porque se trata de um antigo canal ferroviário não tem declives acentuados e, a inclinação máxima não excede os 3%. Desce ligeiramente em direcção à Estação de Arco de Baúlhe.
Entidade responsável: Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto
Apoios: Nuno Pereira

Barragon

A. Miranda

António Feijó

Paulo Ribeiro

Inauguração: O Percurso de Cabeceiras de Basto, da Ecopista da Linha do Tâmega, foi inaugurado no dia 20 de Abril de 2013.
Notas: A Sul, no Lugar da Mulher Morta, em Vila Nune, liga-se ao Percurso de Celorico de Basto.
 
Utilização
Ecopista de Cabeceiras de Basto Bicicleta
 
Imagens
Ecopista do Tâmega: Percurso de Cabeceiras de Basto
 
Google Maps
Publicidade/Advertising
Página actualizada pela última vez em: 19.Abril.2024
VOLTAR Esta página já foi visitada vezes, desde 21.Agosto.2013
2008- | ©ciclovia.pt #