Caminhos de Santiago
Caminhos de Santiago
Eurovelo 1
Porto (Gaia) / Vila do Conde

CICLOVIAS DE MATOSINHOS

O Concelho de Matosinhos localiza-se no Litoral Norte, no Distrito do Porto, integrando a Área Metropolitana do Porto. Conjuntamente com os Concelhos do Porto e de Vila Nova de Gaia, constitui a Frente Atlântica do Porto.

Este Município que alberga o centenário Porto de Leixões, é também um dos mais antigos do país no que diz respeito à Mobilidade Suave. Nas décadas de cinquenta/sessenta do Século passado, a inauguração, quase simultânea, de importantes projectos de obras públicas, deram origem a um conjunto de Ciclovias entre a Freguesia de Leça da Palmeira (a Norte do Rio Leça) e a Cidade do Porto, na Freguesia de Francos ‐ as Ciclovias da Via Rápida.

A partir do ano de 1991, com o alargamento contínuo da Via Rápida e a construção de novos acessos, as Ciclovias foram absorvidas e substituídas pela expansão lateral desta via rodoviária. Restam, apenas, os túneis da "Ponte Grande" e, um pequeno Percurso em Leça da Palmeira, na face Sul da Quinta de Santiago, que, agora, coincide com o início da Ciclovia de Entre Quintas.

Na primeira década deste Século, a Autarquia de Matosinhos deu (re)início ao seu Plano de Mobilidade Suave, com a construção de quatro Ciclovias (mais de 4 quilómetros), com a requalificação urbana da Marginal de Leça da Palmeira e, com a elaboração do projecto Municipal de vários quilómetros de novas vias cicláveis, com destaque para a Orla Costeira e para a Quadra Marítima, de Matosinhos.

A década seguinte começou com a inauguração de mais três Ciclovias, entre elas, as Ciclovias da Orla Costeira, desde a Praia de Leça da Palmeira até Angeiras, em Lavra, que percorrem toda a costa Norte do Concelho, entre o Rio Leça e o Rio Onda. Ao todo, são mais cerca de 10 quilómetros em modos suaves.

Seguiram-se várias Ciclovias, com destaque para implementação das Ciclovias da Quadra Marítima, na Baixa de Matosinhos, que se caracterizam pela diversificação da tipologia de Ciclovia, em conformidade com a artéria rodoviária em que foram implementadas. Cerca de 8,5 quilómetros, na totalidade.

Posteriormente, a mobilidade suave deixou a orla marítima e expandiu-se até às Freguesias do interior do Concelho de Matosinhos, nomeadamente, Senhora da Hora e S. Mamede de Infesta, com as Ciclovias do NorteShopping, da Avenida Vasco da Gama e da Amieira. Destaque especial para a abertura do primeiro Percurso do Corredor Verde do Leça, com a inerente reabilitação do rio e das suas margens, nas Freguesias de Leça do Balio e de Custóias – quase 12 quilómetros.

O Concelho de Matosinhos, para além de ser o local de uma das lendas dos Caminhos de Santiago, a Lenda da Vieira (Cayo Carpo), é também atravessado por dois desses Percursos de peregrinação a Santiago de Compostela. Quase todas as Freguesias de Matosinhos assistem à passagem dos peregrinos, ora pelo Caminho Português da Costa, ora pelo Caminho Português de Santiago. Os dois Percursos provêm da cidade do Porto e seguem em direcção aos Concelhos vizinhos de Vila do Conde e da Maia.

O Caminho Português de Santiago é o mais antigo (certificação) e percorre as Freguesias do interior do Concelho de Matosinhos. O Caminho Português da Costa, agora, o mais concorrido e que, originalmente, atravessa o Rio Leça na Ponte Românica de D. Goimil, na Freguesia de Custóias, tem vindo a aproximar-se do mar, gradualmente, criando um novo traçado, que se desenvolve, totalmente, ao longo do Litoral Atlântico.

Também a Rota EuroVelo 1 necessita de atravessar Matosinhos para ligar o Porto a Vila do Conde. A Secção 27 - Porto e Norte, da Rota da Costa Atlântica - EuroVelo 1, coincide o seu trajecto com o novo Percurso, do Caminho Português da Costa, dos Caminhos de Santiago.

Estas duas Rotas, pedonais e cicláveis, utilizam as Ciclovias do Litoral Matosinhense, nomeadamente, a Ciclovia do Calçadão, as Ciclovias da Quadra Marítima, a Ciclovia de Entre Quintas, as Ciclovias da Marginal de Leça da Palmeira e as Ciclovias da Orla Costeira, entre a Rotunda da Anémona, a Sul, e Angeiras, a Norte.

Ao mesmo tempo que o Concelho assistia à construção de novas Ciclovias ‐ mais de 35 quilómetros em 2023, o Município de Matosinhos implementava, em simultâneo, um conjunto de Suportes de Parqueamento e de Cacifos, para Bicicletas, em dezenas de locais e com centenas de lugares disponíveis.

Quanto ao Sistema de Bicicletas Públicas de Uso Partilhado, vulgo Bike‑sharing, no dia 22 de Setembro de 2018, no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade, realizou-se em Matosinhos uma primeira tentativa de implementação deste sistema de Bicicletas públicas, em fase de testes, arrancando com três Estações piloto, em 3 locais distintos e com 20 Bicicletas eléctricas. Posteriormente, a Autarquia Matosinhense persistiu e, foi implementado em 2020 um sistema de “Uso Partilhado⁄Aluguer de Bicicletas”, mas está actualmente desativado atendendo ao número de vandalismos verificados.

Contudo, a Autarquia mantém-se focada no futuro da mobilidade suave, no Concelho de Matosinhos e, tem em projecto de execução, para implementação até 2025, a Ciclovia de ligação S. Mamede de Infesta - Porto, que ligará a Ecovia do Corredor Verde do Leça (em fase de conclusão), desde Leça do Balio - Matosinhos, até à Estação da Trindade, no Porto.

Fonte:

ciclovia.pt

Câmara Municipal de Matosinhos

25 de Fevereiro de 2024

Brevemente, todos os Percursos estarão online.

https://www.ciclovia.pt