Todas as Ciclovias > Ciclovias de Caminha > Ecovia Caminho do Rio Minho > Ecovia de Seixas
Ciclovia dos Caminhos de Santiago
Caminho Português da Costa
2,027km
Ciclovia:

Percurso de Seixas

Ecovia Caminho do Rio Minho

Caminho de Santiago:

Caminho Português da Costa

Início/Fim: A Ecovia começa no topo Sul do Cais de S. Bento, que se localiza junto ao aglomerado urbano da Freguesia de Seixas, na margem esquerda do Rio Minho.

GPS: 41° 53' 48.50" N,  8° 49' 13.40" W

Fim/Início: Termina ao lado da Estação CP de Lanhelas, da Linha do Minho, entre a margem esquerda do Rio Minho e a linha dos caminhos de ferro.

GPS: 41° 54' 14.82" N,  8° 48' 1.27" W

Extensão: 2.027 metros.
Caracterização do Percurso: A Ecovia de Seixas começa, desde 12 de Junho de 2021, na Praia das Pedras Ruivas, a Sul. Por enquanto, esta página trata apenas os Percursos mais antigos, a partir do Cais de S. Bento. Muito em breve será acrescentado este novo traçado.

O Percurso de Seixas, da Ecovia Caminho do Rio Minho, percorre a marginal ribeirinha da Freguesia de Seixas, desde o aglomerado urbano até à Freguesia vizinha de Lanhelas, a Norte.

Começa no Cais fluvial de S. Bento, passa pela antiga Marina de Seixas e pelo Cais fluvial de S. Sebastião, embrenha-se no velho casario ribeirinho e, segue para Norte, até à Estação CP de Lanhelas, da Linha do Minho.

Depois do casario da Boalheira, a Ecovia despede-se do Caminho Português da Costa, que faz um desvio por baixo da Linha do Minho, seguindo para a Estrada Nacional, para montante do Rio Minho.

Pontos de Interesse: Esta Ecovia está recheada de Pontos de Interesse, começando logo pela Freguesia de Seixas, no Concelho de Caminha, conhecida pelas muitas casas senhoriais, com predominância no Lugar de S. Sebastião, atravessado pela Ecovia, e também pelos chamados “torreões”, solares típicos do Alto Minho.

A Ecovia percorre a marginal ribeirinha, passando pelos diversos Cais e Rampas fluviais, de fruição do Rio Minho, atravessa pelo seu interior, o casario de S. Sebastião e da Boalheira, para depois percorrer o espaço Natural e verdejante, da margem esquerda do rio.

Pelo caminho, existem diversos Bicicletários, pontos de água, painéis informativos, iluminação pública, etc.

Envolvência: A Ecovia começa por percorrer a marginal ribeirinha de Seixas, atravessa o antigo casario de S. Sebastião e termina na zona florestal, mais a Norte, que caracteriza a margem esquerda do rio Minho, naquela região.
Utilização: A Ecovia de Seixas, do Caminho do Rio Minho, desenvolve-se através de um canal segregado bidireccional, pelo que se pode circular a pé, de Bicicleta e outros modos suaves, análogos.

Interdita a circulação de veículos com motor.

Piso e sinalização: Para esta Ecovia, recorreu-se ao pavimento permeável (betão poroso), pigmentado de vermelho.

Apresenta painéis informativos, exclusivos da Ecovia, com os sinais normalizados de pedovia e Ciclovia. A sinalização horizontal consiste em pictogramas de peões e Bicicletas, pintados a branco no pavimento.

Declive: Com excepção do Percurso através do antigo casario de S. Sebastião, com um ligeiro declive, toda a Ecovia se desenrola num plano normalizado pela margem do Rio Minho.

Grau de Dificuldade: Sem qualquer dificuldade.

Entidade responsável: Câmara Municipal de Caminha
Inauguração: O Percurso de Seixas, da Ecovia Caminho do Rio Minho, ficou concluído no Verão de 2015.

Em 12 de Junho de 2021, foi inaugurado, oficialmente, o prolongamento para Sul, entre a Praia fluvial das Pedras Ruivas e o Cais de S. Bento.

Ampliação da Ciclovia: A Autarquia de Caminha está a desenvolver esforços para que esta Ecovia se prolongue para Sul, até ao Percurso da marginal ribeirinha da Vila de Caminha, em construção.

Para Norte, vai ligar-se ao Percurso, existente, da Ecovia de Lanhelas.

 
Utilização/Use
Ecovia de Seixas - Ecovia Caminho do Rio Minho Ecovia de Seixas - Ecovia Caminho do Rio Minho Ecovia de Seixas - Ecovia Caminho do Rio Minho
 
Fotogaleria/Slideshow
 
Google Earth #
 
Coordenadas GPS #
 
Google Maps
Esta página web, foi actualizada pela última vez, em: 18.Fevereiro.2022
VOLTAR Esta página já foi visitada vezes, desde 18.Fevereiro.2022