1,442km
Ciclovia:

Ciclovias do Parque Mártires do Colonialismo

Localização: As Ciclovias localizam-se no Parque Mártires do Colonialismo, no Centro urbano da Marinha Grande.

GPS: 39° 44' 42.74" N,  8° 55' 59.83" W

Extensão: 1.442 metros.
Caracterização do Percurso: As Ciclovias situam-se no Parque Mártires do Colonialismo, um dos mais emblemáticos espaços verdes da cidade vidreira, que foi a primeira obra do Programa Polis a ser inaugurada no nosso País. Situa-se no centro urbano da Marinha Grande, junto à Praça do Vidreiro, e exibe o monumento evocativo dos combatentes mortos na Guerra do Ultramar.

O Parque ocupa uma área natural com cerca de 4,5 hectares, oferecendo vários espaços de lazer, cultura e desporto. É a mais importante zona verde da cidade.

Pontos de Interesse: Esta infraestrutura verde, disponibiliza diversas valências, para além das Ciclovias do Parque Mártires do Colonialismo. Apresenta áreas relvadas, zonas de recreio específicas para crianças, dois ringues desportivos, Casa de Chá e zona para esplanada, recinto para desportos radicais e uma estrutura para espectáculos ao ar livre.

Esta zona verde está, também, construída nas margens da Ribeira das Bernardas que proporciona espelhos de água atravessados por pontes de madeira. Conta com lugares de estacionamento automóvel nas ruas adjacentes.

Envolvência: Trata-se de um conjunto de corredores pedonais cicláveis, inseridos numa área verde, localizada no centro urbano da cidade da Marinha Grande.
Utilização: Os corredores pedonais do Parque Mártires do Colonialismo, são partilhados com as Bicicletas. Ciclovias bidireccionais.

Interdita a circulação de veículos com motor.

Piso e sinalização: O piso é variado, com predominância da calçada de granito. As várias pontes sobre a Ribeira das Bernardas, são em madeira. Apresenta sinalização vertical.
Declive: Ciclovias sem declives acentuados. Praticamente planas.

Grau de Dificuldade: Sem qualquer dificuldade.

Entidade responsável: Câmara Municipal da Marinha Grande
Apoios: Saúl

Milu

David Reis

José Marcelino Martins

João Gomes Arouca

Inauguração: O Parque e as Ciclovias do Parque Mártires do Colonialismo, foram inaugurados no dia 28 de Junho de 2003.
Notas: Este conjunto de Ciclovias une-se, na extremidade Sudoeste do Parque, à Ciclovia da Rua Professor Alberto Nery Capucho.
 
Utilização/Use
Caminhada/Caminante/Pedestrian Bicicleta/Bicycle Interdito a Veículos Motorizados/Prohibido para Vehículos Motorizados/Prohibited for Motorized Vehicles
 
Fotogaleria/Slideshow
Ciclovias do Parque Mártires do Colonialismo
 
Google Maps
 
Google Earth #
 
Coordenadas GPS #
Publicidade
Página actualizada pela última vez em: 04.Junho.2021