Caminho
Caminho Português Interior
22,844km
MEIOS DE UTILIZAÇÃO PERMITIDOS E DISPONIBILIZADOS NESTA ECOPISTA
Voltar
Regressar aos Percursos de Vila Pouca de Aguiar, da Ecopista da Linha do Corgo
 
Caminhada Bicicleta
CAMINHADA BICICLETA
+ Com a excepção de veículos motorizados, a Ecopista do Corgo permite a circulação de todos os modos suaves de locomoção, nomeadamente pedestrianistas e Bicicletas.
 
Interdito a Veículos Motorizados Interdito a Motos Interdito a Automóveis
VEÍCULOS
MOTORIZADOS
MOTAS/
MOTORIZADAS
AUTOMÓVEIS
- Não é permitida a circulação de veículos motorizados, nomeadamente motos, motorizadas e automóveis.
 
Rios Ferrovia Parques Merendas Descanso Monumentos Património Miradouros
RIOS PATRIMÓNIO
FERROVIÁRIO
PARQUES MERENDAS DESCANSO MONUMENTOS PATRIMÓNIO
RELIGIOSO
MIRADOUROS
Pontos de Interesse Termas Aldeias Minas Antas Complexo Desportivo Piscinas Rural
PONTOS DE
INTERESSE
TERMAS ALDEIAS
HISTÓRICAS
MINAS MONUMENTOS
MEGALÍTICOS
COMPLEXO
DESPORTIVO
PISCINAS ZONA
RURAL
Caminho Albergue Bicicletários Iluminação
CAMINHO
SANTIAGO
ALBERGUE BICICLETÁRIOS ILUMINAÇÃO
+ A Ecopista da Linha do Corgo, atravessa todo o concelho de Vila Pouca de Aguiar, numa linha recta, de Sul para Norte, desde o concelho de Vila Real até ao de Chaves. Está dividida em 3 Percursos, separados por poucos metros, nos centros urbanos de Vila Pouca de Aguiar e de Pedras Salgadas.

+ No limite do concelho com Vila Real, o Percurso Sul começa entre a aldeia de Covelo (Fojo dos Lobos) - partilhada pelos dois Municípios - na margem do Rio Corgo, a Poente, e um conjunto de Miradouros, localizados a Nascente, na encosta da Serra da Falperra, e que reflectem o vasto património religioso desta região transmontana.

+ “Subindo” em direcção à sede do Concelho, Vila Pouca de Aguiar, sempre no Vale do Corgo e no sopé da Serra da Falperra, vai encontrar várias aldeias caraterísticas do Vale de Aguiar, nomeadamente, Tourencinho dos Xudreiros e Zimão, para além da Gralheira e Parada de Aguiar. Alias, é aqui que está localizado o Albergue de Peregrinos de Santiago, em Parada de Aguiar, pois todo o Percurso Sul, da Ecopista, é parte integrante do Caminho Português Interior, dos Caminhos de Santiago.

+ Do lado oposto, a Poente, e já na Serra do Alvão, este Percurso passa perto de dois marcos históricos do Concelho. O Castelo de Aguiar - Monumento Nacional desde 1982 – que se situa na encosta da Serra do Alvão, proporcionando um excelente miradouro sobre o Vale de Aguiar. Na mesma serra, na zona da Lixa do Alvão, e um pouco ali ao lado, localiza-se um conjunto de dez monumentos megalíticos (antas e mamoas), cinco dos quais denominados Chã das Arcas - classificadas como Monumento Nacional desde 1910 - que conferem a Vila Pouca de Aguiar a denominação de “Pátria dos Dólmens”.

+ Ao fim de pouco mais de 10 quilómetros, chega à Anta da rotunda e ao centro urbano de Vila Pouca de Aguiar. Aqui, o Percurso da Ecopista e o Caminho de Santiago separam-se, e tomam rumos diferentes.

+ Vila Pouca de Aguiar tem muitos pontos de interesse turístico, nomeadamente o património monumental, religioso e ferroviário; a Casa do Condado - Museu Municipal; o Parque Florestal; as diversas instalações desportivas e de lazer, etc. Aproveite esta breve paragem no centro da Vila, e suba à Serra da Padrela para visitar os miradouros e as Minas. Aqui, na Freguesia de Tresminas, visite o Centro Interpretativo de Tresminas e, as Minas Romanas da Ribeirinha e Covas - Complexo Mineiro classificado como Imóvel de Interesse Público, em 1997.

+ Continuando na Ecopista, a partir do Complexo Desportivo, vai chegar a Pedras Salgadas, através de um Percurso marcadamente rural, no sopé da Serra da Padrela, sempre com a companhia da Serra do Alvão, como “pano de fundo”, no lado oposto, a Poente. Logo no início da Ecopista, faça um pequeno desvio até à Aldeia de Cidadelha, onde o Caminho de Santiago atravessa o Rio Avelames, pela Ponte “Romana” de Cidadelha.

+ Entretanto, chegamos à Vila de Pedras Salgadas. Aqui, o Parque Termal de Pedras Salgadas, foi um dos principais motivos para a construção desta Linha do Corgo, nos primórdios do Século passado. As Termas caracterizam-se pelas águas provenientes de várias Nascentes de grande qualidade curativa - a Fonte D. Fernando, a Fonte D. Maria Pia (situada no interior de uma pequena gruta), a Fonte do Penedo e Grande Alcalina, a Fonte de Pedras Salgadas e a Fonte Preciosa. Aconselhadas no tratamento de doenças do aparelho digestivo, colesterol e diabetes.

+ Ainda em Pedras Salgadas, seguimos, agora, em direcção a Chaves, a partir da Rotunda da Torneira, monumento de homenagem ao reconhecimento da denominação de Capital do Granito, a Vila Pouca de Aguiar.

+ Este Percurso tem como companheira de viagem, quase sempre, a icónica EN2, que segue a Poente, também em direcção a Chaves, como esta Ecopista. Do mesmo lado, encontram-se as explorações de granito de Pedras Salgadas, que se situam no maciço granítico de Vila Pouca de Aguiar.

+ O mais curto dos 3 Percursos, com pouco mais de 6 quilómetros, desenvolve-se também no sopé da Serra da Padrela, ladeado pelas pedreiras de Granito e pela Zona Industrial do Parque Industrial de Sabroso de Aguiar.

+ Termina no limite Norte do Concelho, no Lugar do Penedo Madeiro, onde, dentro em breve, começará o Percurso Sul do Município vizinho de Chaves.

+ Ao longo de toda a sua extensão, a Ecopista da Linha do Corgo, disponibiliza Zonas de Descanso e Suportes de Parqueamento de Bicicletas. Também apresenta sinalização específica, que o mantém informado e na direcção certa.

+ Boas Pedaladas!

11 de Abril de 2021